top.png
numero_3.png
 

Diogo Busse é advogado, professor, mestre em direito das relações sociais pela Universidade Federal do Paraná (UFPR) e Legal Law Master pelo Ibmec. Nascido em Londrina-PR, mas radicado em Curitiba-PR, Diogo foi diretor da Diversidade Cultural do Ministério da Cultura e Assessor Especial da Secretaria de Assuntos Estratégicos da Presidência da República. Criou e presidiu a Comissão de Política de Drogas da OAB-PR e foi também o responsável pela política de drogas de Curitiba. Diogo acredita no rompimento das barreiras que separam as áreas do conhecimento e no surgimento de uma nova consciência, capaz de ocupar a política com mais competência, responsabilidade e amor.

 
topico_2.png
 

Em 2018, Diogo Busse se tornou embaixador da Democracy Earth Foundation, que promove o avanço da democracia pelo mundo, a partir de uma tecnologia chamada blockchain. Se você nunca ouviu falar dela, é hora de conhecer! A blockchain surgiu em 2008 para viabilizar a criptomoeda bitcoin. A razão para isso é simples. Trata-se de uma plataforma descentralizada e pública, que assegura transparência e confiança nas transações entre usuários. Em resumo, ela funciona como um jogo de baralho onde todos podem ver as cartas.

Mas o que isso tem a ver com política?

Imagine votar nas eleições através do seu celular. Ou acompanhar e participar das decisões parlamentares. Isso é o que promete a tecnologia blockchain. O objetivo é aproximar as pessoas da vida pública e do exercício democrático, seja em consultas populares ou plebiscitos e referendos. Tudo isso com a praticidade dos smartphones, ao alcance dos dedos. Essa realidade já é possível, mas depende da iniciativa de representantes eleitos para avançar. O futuro da democracia está nas nossas mãos!

Saiba mais: @DemocracyEarth

topico_3.png
 

O Agora! é um movimento político independente, plural, sem fins lucrativos e sem vinculação partidária. Idealizado em 2016, o projeto é formado por gente em busca de soluções para o Brasil. Cofundador do movimento, Diogo Busse se soma aos mais de 100 membros atuais, que são referências em suas áreas de atuação, e que compreendem a urgência de construir uma nova agenda de políticas públicas para o país, seja dentro ou fora do governo. O Agora! atua em defesa da democracia, com soluções concretas para os desafios cotidianos, foco no combate às desigualdades e, principalmente, compromisso inegociável com a ética. É hora de mudar. E a hora é Agora!

Saiba mais: @agoramovimento

agora.png
topico_1.png
 

O RenovaBR foi criado em 2017 com o objetivo de formar novas lideranças para entrar na política. Diogo Busse é uma das pessoas selecionadas para este fim. O projeto é formado por gente que conhece de perto os problemas do país e tem disposição e capacidade para enfrentá-los. Pessoas de diversos partidos, com diferentes ideias, mas que têm em comum a crença de que política é lugar de honestidade, diálogo e dedicação. Só assim podemos enfrentar e vencer as velhas práticas. No lugar das campanhas milionárias, pessoas conversando com pessoas. Em vez do vale tudo pelo poder, propostas sólidas com soluções reais. A eleição deste ano é a chance de virar o jogo. É preciso eleger pessoas que nos escutem e nos representem. É hora de acreditar na renovação!

Saiba mais: @BrasilRenova

 
 
 

INTERVIDAS


Entre 2013 e 2014, Diogo Busse esteve a frente da Política Pública Sobre Drogas da Prefeitura de Curitiba, onde desenvolveu o projeto “Intervidas”, que levou para as ruas da cidade um ônibus para atendimento e transporte de agentes de saúde. Aportados nos pontos de maior incidência de usuários, o serviço estimula a geração de vínculo e oferece suporte básico de saúde, além de atividades culturais, capacitação e ajuda psicossocial, para que as pessoas possam ingressar no tratamento contra a dependência e recomeçar a vida.

NO STF


Como representante da Rede Pense Livre, Diogo Busse foi convidado, em 2015, pelo ministro Luiz Edson Fachin, para compor o grupo de especialistas em política de drogas que participou do julgamento no Supremo Tribunal Federal sobre a descriminalização da maconha para uso pessoal. Segundo o ministro Fachin, que votou a favor da descriminalização, a decisão vai ao encontro de direitos fundamentais dos indivíduos, como liberdade, autonomia e privacidade.

 

ESQUENTA


Em 2015, Diogo Busse foi convidado pela produção do programa “Esquenta”, da Regina Casé, para falar sobre o seu trabalho na área da política de drogas. Como especialista de referência nacional, colocou em debate público a necessidade de repensar o tema por um viés humanizado, sob a perspectiva da assistência social e da saúde, promovendo a reflexão e contribuindo para a superação dos preconceitos.

O CASO ANNY


O canabidiol (CBD) - substância extraída da maconha - tem sido utilizado no tratamento de distúrbios crônicos. Em 2014, a Justiça proferiu a primeira liminar de importação legal do medicamento, que permitiu à menina Anny Fischer, então com 5 anos, sua utilização no tratamento de um grave tipo de epilepsia. Neste episódio, Diogo Busse atuou como advogado, conquistando a elaboração de um novo protocolo para a Anvisa, que agora autoriza o CBD em casos específicos, como o de Anny.

 

 
deputado.png